Retrato ontem e hoje I | Galeria de Arte André
20/07/2020

Retrato ontem e hoje I

Com o surgimento da fotografia, o retrato, assim como outros gêneros da pintura, deixou de ter a obrigação do registro da realidade. Assim, pôde se abrir para uma valorização da subjetividade e uma multiplicidade de leituras, abordagens e conteúdos, em especial na era da visualidade contemporânea.

 

Maria 10, 2013, Adriana Duque

 

Nesse sentido, a obra da artista colombiana Adriana Duque fica no limiar entre a fotografia e a pintura. Sua pesquisa tem como um dos eixos temáticos a representação de crianças em cenas apuradamente construídas. Os elementos trazidos por Duque remetem à atmosfera de sobriedade e nobreza característica da pintura retratual renascentista dos séculos XIV a XVI na Europa. 
Como elemento que traz o modo de arrumar o cabelo de Isabel de Portugal realizada por Ticiano (1548) , desta vez temos fones de ouvido, lembrando a nossa atualidade. Tiaras e coroas, além da rica vestimenta, colocam as crianças num lugar de majestade.

 

Tereza de Portugal, 1548, Ticiano
 

Carcinoma, 1976, Octávio Araújo


No acervo e na história da Galeria de Arte André, diversos artistas consagrados assinaram exímios retratos. Um deles é Octávio Araújo (1926-2015), em telas como Carcinoma (1976). Em tom marcadamente surrealista, as mulheres retratadas por Araújo jamais figuram sem uma quantidade de objetos, esparsos e flutuantes, que dizem sobre uma outra cena, certamente inconsciente, da psique da mulher - crenças, traumas, memórias, espiritualidade, sonhos e desejos.

 

Retrato inventado, 1988, Octávio Araújo, (Obra disponível no Acervo Galeria André)

 

 

Pitonisia 1975, Octávio Araújo

 

 

 

Quero receber novidades
Preencha o campo Nome e Sobrenome corretamente.
Preencha o campo Email corretamente.