Apreensão gera polêmica no mercado de arte | Galeria de Arte André
25/06/2020

Apreensão gera polêmica no mercado de arte

Centenas de obras, esculturas e pinturas de alto valor artístico e simbólico para a Arte Brasileira do séc. XX, e também arte sacra, foram apreendidas na residência do secretário de saúde do Pará.

Os trâmites da justiça definirão a propriedade da coleção no futuro, mas por ora o Museu de Arte do Rio Grande do Sul é a instituição que vai receber o acervo. De acordo com Diretor do Instituto Estadual de Artes Visuais André Venzon, a coleção se destaca pela diversidade e por representar um ciclo temporal da Arte Brasileira moderna, incluindo Vicente do Rego Monteiro, Iberê Camargo, Burle Marx, Di Cavalcanti, Djanira, Reynaldo FonsecaSergio Ferro, Aldemir Martins, Clovis Graciano, entre outros.

No mesmo dia em que a imprensa citou o montante de 20 milhões em obras, também publicou a afirmação de um consultor de colecionismo de que pode ser uma coleção "banal". O valor da obra de arte sempre foi alvo de questionamentos, e de fato não é tarefa para amadores. 

Nós da Galeria André, temos no acervo vários destes artistas e reconhecemos a importância e o valor de mercado da coleção. No entanto afirmar números é muito complexo, pois passa inicialmente por identificar a veracidade de cada uma das 300 obras, analisar, tamanho, período, e realizar uma pesquisa com outras semelhantes no mercado de arte.

 

 

 

 

Quero receber novidades
Preencha o campo Nome e Sobrenome corretamente.
Preencha o campo Email corretamente.