A volta renovada de Clóvis Graciano | Galeria de Arte André
21/07/2020

A volta renovada de Clóvis Graciano

A obra de Clóvis Graciano (1907-1988) passa por uma importante revisitação. Nome egresso do grupo Santa Helena, ganhou faz pouco outra renovada leitura. O painel Mineração (1954), feito especialmente para mostra comemorativa do Quarto Centenário de São Paulo, História de São Paulo no Quadro da História do Brasil, realizada no prédio da Oca, no parque Ibirapuera, obteve o brilho de outrora. A restauração patrocinada por programa do Bank of America Merrill Lynch deu à pintura e a outras obras da mesma exposição, de autoria de Tarsila do Amaral (1886-1973) e Manuel Lapa (1914-1979), configurações, cores e texturas semelhantes a quando foram exibidas pela primeira vez. Até o fim do ano passado, Mineração e as peças originais puderam ser vistas pelo público do CCSP (Centro Cultural São Paulo).

Mineração, 1954

Em seus 60 anos de história, a Galeria de Arte André trabalhou regularmente com a produção do artista nascido em Araras, interior de SP, e que, ao lado de nomes como Alfredo Volpi (1896-1988) e Aldo Bonadei (1906-1974), tornou célebre o grupo de artistas de origem imigrante que dividia ateliê em um edifício na praça da Sé. Hoje a galeria tem disponíveis quatro telas de excelente qualidade, sendo que Vaso de Flores (1940) e Vaso com Flores – Paris (1951), foram adquiridas recentemente. E Graciano irá ter nova individual, em data a ser definida, dentro do projeto Monográficas, inaugurado neste ano com um recorte sobre a obra de Carlos Scliar (1920-2001). 

 

Vaso de Flores, 1940

 

Casal, déc. 60

 

 

 

Quero receber novidades
Preencha o campo Nome e Sobrenome corretamente.
Preencha o campo Email corretamente.