O fascínio material de Franklin

Publicado em:

 

     Álvaro Franklin (1935-2020) é um dos principais nomes do tridimensional dentro do recorte apresentado atualmente em Abstração em Fricção, coletiva que segue na Galeria de Arte André até 30 de julho. Ao lado de nomes consagrados da linguagem, como Bruno Giorgi (1905-1993), e artistas contemporâneos no formato, como Cássio Lázaro e Valdo Kerpen, a produção de Franklin, baiano que se radicou em São Paulo, versa sobre forma, volume e materialidade, explorando poeticamente diversas vertentes da produção escultórica e objetual.

 

20220714_151959
Álvaro da Silveira Franklin, Branco fantasia - 2020 (Presente na exposição "Abstração em Fricção")

 

     “No panorama da mais nova escultura brasileira, a sua contribuição – que não pode e nem deve ser continuar da obscuridade – se impõe sem alarde e com a segurança de quem conhece a linguagem que constrói. A linguagem de Franklin não é dissociada do mundo sensível e das suas correspondências plásticas e simbólicas. A fidelidade de Franklin a esse mundo o leva a contemplação e ao domínio objetivo de suas linhas, superfícies e interrelações internas”, avalia o poeta e crítico Mario Chamie (1933-2011).

     Franklin sempre esteve próximo da André e ganhou individual em 2008, intitulada Germinação em Paralelo, ao lado de Oswaldo M. Cavalcanti. À época a galeria ainda tinha um espaço exclusivo para o tridimensional, situado na alameda Gabriel Monteiro da Silva – aberto em 1988, seguiu ativo até 2018.

 

86193_alvaro_franklin_folha n 2_50 x 26 x 23 cm
                        Álvaro da Silveira Franklin, Folha N°2 - 2018

 

     “A escultura brasileira tem, pois, em Franklin um artista que, através do granito, do mármore, do ônix ou da madeira, testifica a sua força e a esperada restauração do seu abalado prestígio”, escreve Chamie, ratificando a importante contribuição do artista para tal linguagem no país.

 

fkli86003_feminino_13x24x11_broze 2 de 7b
Álvaro da Silveira Franklin, Feminino - 2017

 

Fotos


Compartilhe

Obras vistas recentemente