Artistas no período de isolamento social | Galeria de Arte André
27/05/2020

Artistas no período de isolamento social

O período de isolamento social, nos afeta de diversas maneiras, e ao longo dos últimos meses tivemos a oportunidade de ver brilhantes manifestações humanas, sobretudo na arte.

Nós, da Galeria de Arte André, trabalhamos no formato de home office e fortalecemos os nossos canais digitais aproximando nossos públicos, apreciadores, colecionadores, artistas e arquitetos.

Conversamos com alguns artistas e nos deparamos com cenas interessantes para compartilhar com vocês.

A escultora Alina Fontaneau, nos deu notícias de sua última inspiração, desenvolveu esculturas abstratas em bronze, que no entanto, nos lembram o corpo de uma cobra,  "Eu fiquei tomada de perplexidade ao ver uma cobra no meu jardim, e a forma como ela estava ali enrolada, fotografei, capturei os detalhes e decidi fazer estas esculturas inspiradas nas formas do corpo de uma cobra enrolada." revela a artista.

Escultura de Alina Fontaineau

 

 

Márcio Faria faz os testes de volume, tamanho e luz em animação gráfica, antes de construir a obra

 

O artista Márcio Faria nos enviou imagens do trabalho dele no ateliê de esculturas em metal, e nos contou um pouco sobre o processo de criação."Eu começo tirando as idéias da cabeça. coloco para fora  fazendo esboços a mão em um caderno, depois eu passo para o planejamento em 3D no computador, aonde eu posso testar o volume,  e ver como vai reagir com a luz e espaço. Tendo noção da profundidade e do tamanho relacionado a escala humana." diz o artista. 

 

Escultura Catarina de Bragança de Sônia Menna Barreto

 

Sônia Menna Barreto está  fazendo experimentações com novas cores em tinta óleo em mais uma criação com referência às meninas de Velasquez. "É mais uma obra das twins, as meninas que ocupam a mesma roupa, desta vez inspirada na Catarina de Bragança, a rainha do chá, e também tem menção à menina do Velasquez. Desta vez também resolvi usar folha de ouro."diz Sônia.

 

 

O Artista M. Cavalcanti, segue inspirado em inserir objetos tridimensionais nas suas telas abstratas. "Há um certo tempo venho incorporando a forma geométrica de cubos no meu trabalho, às vezes um saindo de dentro do outro, sem qualquer preocupação do ponto de vista da exatidão. No meu imaginário, eles representam o indivíduo e seu espaço abstrato, uma procura que afeta o seu caminho à procura do outro e ouro." diz M. Cavalcanti.

 

Quero receber novidades
Preencha o campo Nome e Sobrenome corretamente.
Preencha o campo Email corretamente.