Carybé | Galeria de Arte André

Tipo de Obra


Tamanho


Orientação


Tema


Cor predominante



Carybé

Carybé

Biografia

Hector Julio Páride Bernabó (Lanús, Argentina 1911 - Salvador BA 1997). Pintor, gravador, desenhista, ilustrador, mosaicista, ceramista, entalhador, muralista. Freqüenta o ateliê de cerâmica de seu irmão mais velho, Arnaldo Bernabó, no Rio de Janeiro, por volta de 1925. Entre 1941 e 1942, viaja por países da América do Sul. ...

Biografia completa

Hector Julio Páride Bernabó (Lanús, Argentina 1911 - Salvador BA 1997). Pintor, gravador, desenhista, ilustrador, mosaicista, ceramista, entalhador, muralista. Freqüenta o ateliê de cerâmica de seu irmão mais velho, Arnaldo Bernabó, no Rio de Janeiro, por volta de 1925. Entre 1941 e 1942, viaja por países da América do Sul. De volta à Argentina, traduz com Raul Brié, para o espanhol, o livro Macunaíma, de Mário de Andrade (1893 - 1945), em 1943. Nesse mesmo ano, realiza sua primeira individual na Galeria Nordiska Kompainiet, em Buenos Aires. Em 1944, vai a Salvador, e se interessa pela religiosidade e cultura locais. No Rio de Janeiro, auxilia na montagem do jornal Diário Carioca, em 1946. É chamado pelo jornalista Carlos Lacerda (1914 - 1977) para trabalhar no jornal Tribuna da Imprensa, entre 1949 e 1950. Em 1950, muda-se para Salvador para realizar painéis para o Centro Educacional Carneiro Ribeiro, com recomendação feita pelo escritor Rubem Braga (1913 - 1990) ao secretário da Educação do Estado da Bahia, Anísio Teixeira (1900 - 1971). Na Bahia, participa ativamente do movimento de renovação das artes plásticas, ao lado de Mario Cravo Júnior (1923), Genaro (1926 - 1971) e Jenner Augusto (1924 - 2003). Em 1957, naturaliza-se brasileiro. Publica, em 1981, Iconografia dos Deuses Africanos no Candomblé da Bahia, pela Editora Raízes. Ilustra livros de Gabriel García Márquez (1928), Jorge Amado (1912 - 2001) e Pierre Verger (1902 - 1996), entre outros.

Fonte Itaú Cultural

Prêmios e Exposições

Exposições Individuais

1943 - Buenos Aires (Argentina) - Primeira individual, na Galeria Nordiska
1944 - Salta (Argentina) - Individual, no Consejo General de Educacion
1945 - Buenos Aires (Argentina) - Motivos de América, na Galeria Amauta
1945 - Rio de Janeiro RJ - Individual, no IAB/RJ
1945 - Salta (Argentina) - Individual, na Amigos del Arte
1947 - Salta (Argentina) - Individual, na Agrupación Cultural Feminina
1950 - Salvador BA - Primeira individual na Bahia, no Bar Anjo Azul
1950 - São Paulo SP - Individual, no Masp
1952 - São Paulo SP - Individual, no MAM/SP
1954 - Salvador BA - Individual, na Galeria Oxumaré
1957 - Buenos Aires (Argentina) - Individual, na Galeria Bonino
1957 - Nova York (Estados Unidos) - Individual, na Bodley Gallery
1958 - Nova York (Estados Unidos) - Individual, na Bodley Gallery
1962 - Salvador BA - Individual, no MAM/BA
1963 - Rio de Janeiro RJ - Individual, na Galeria Bonino
1965 - Rio de Janeiro RJ - Individual, na Galeria Bonino
1966 - São Paulo SP - Individual, na Galeria Astréa
1967 - Rio de Janeiro RJ - Individual, na Galeria Santa Rosa
1969 - Londres (Inglaterra) - Individual, na Varig Airlines
1970 - Rio de Janeiro RJ - Individual, na Galeria da Praça
1971 - Brasília DF - Painel dos Orixás, no MAM/DF 
1971 - Curitiba PR - Painel dos Orixás, na Biblioteca Pública do Paraná  
1971 - Florianópolis SC - Painel dos Orixás, na Assembléia Legislativa do Estado de Santa Catarina
1971 - Porto Alegre RS - Painel dos Orixás, na Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul
1971 - Rio de Janeiro RJ - Individual, no MAM/RJ
1971 - Rio de Janeiro RJ - Painel dos Orixás, no MAM/RJ
1971 - São Paulo SP - Individual, em A Galeria
1971 - São Paulo SP - Painel dos Orixás, no MAM/SP
1972 - Fortaleza CE - Painel dos Orixás, no Museu de Arte da Universidade Federal do Ceará
1972 - Recife PE - Painel dos Orixás, no Teatro de Santa Isabel
1972 - Recife PE - Painel dos Orixás, no Teatro de Santa Isabel  
1973 - São Paulo SP - Individual, em A Galeria
1976 - Salvador BA - Individual, na Igreja e Convento de Nossa Senhora do Carmo 
1980 - São Paulo SP - Individual, em A Galeria 
1981- Lisboa (Portugal) - Individual, no Cassino Estoril
1982 - São Paulo SP - Individual, em A Galeria
1982 - São Paulo SP - Individual, na Renot Galeria de Arte
1983 - Nova York (Estados Unidos) - Iconografia dos Deuses Africanos no Candomblé da Bahia, no Caribbean Cultural Center
1984 - Cidade do México (México) - Individual, no Museo Nacional de las Culturas
1984 - Filadélfia (Estados Unidos) - Individual, no Philadelphia Arts Institute
1984 - México - Individual, no Museo Nacional de Las Culturas
1984 - São Paulo SP - Individual, na Nova André Galeria 
1986 - Lisboa (Portugal) - Individual, no Cassino Estoril
1986 - Salvador BA - As Artes de Carybé, no Núcleo de Artes Desenbanco
1989 - Lisboa (Portugal) - Individual, no Cassino Estoril
1989 - São Paulo SP - Individual, no Masp

1995 - Campinas SP - Individual, na Galeria Croqui
1995 - Cuiabá MT - Individual, na Só Vi Arte Galeria
1995 - Curitiba PR - Individual, na Galeria de Arte Fraletti e Rubbo
1995 - Fortaleza CE - Individual, na Galeria Casa D'Arte
1995 - Foz do Iguaçu PR - Individual, na Ita Galeria de Arte
1995 - Goiânia GO - Individual, na Época Galeria de Arte
1995 - Porto Alegre RS - Individual, na Bublitz Decaedro Galeria de Artes
1995 - Salvador BA - Individual, na Oxum Casa de Arte
1995 - São Paulo SP - Individual, na Artebela Galeria Arte Molduras
1995 - São Paulo SP - Individual, na Casa das Artes Galeria
1995 - São Paulo SP - Individual, na Documenta Galeria de Arte

Exposições Coletivas

1939 - Buenos Aires (Argentina) - Exposição Carybé e Clemente Moreau, no MNBA
1943 - Buenos Aires (Argentina) - 29º Salon de Acuarelistas y Grabadores - primeiro prêmio
1946 - Buenos Aires (Argentina) - Desenhos de Artistas Argentinos, na Galeria Kraft
1948 - Washington (Estados Unidos) - Artists of Argentina, na Pan American Union Gallery
1949 - Buenos Aires (Argentina) - Carybé e Gertrudis Chale, na Galeria Viau
1949 - Salvador BA - 1º Salão Baiano de Belas Artes, no Hotel Bahia
1950 - Salvador BA - 2ª Salão Baiano de Belas Artes, na Galeria Belvedere da Sé
1950 - São Paulo SP - Coletiva, no MAM/SP
1951 - Salvador BA - 3º Salão Baiano de Belas Artes, na Galeria Belvedere da Sé  
1951 - São Paulo SP - 1ª Bienal Internacional de São Paulo, no Pavilhão do Trianon
1952 - Feira de Santana BA - 1ª Exposição de Arte Moderna de Feira de Santana, no Banco Econômico
1952 - Salvador BA - 3º Salão Baiano de Belas Artes, no Belvedere da Sé
1952 - São Paulo SP - Coletiva, no MAM/SP
1953 - Recife PE - Mario Cravo Júnior e Carybé, no Teatro de Santa Isabel
1953 - São Paulo SP - 2ª Bienal Internacional de São Paulo, no MAM/SP
1954 - Salvador BA - 4º Salão Baiano de Belas Artes, no Hotel Bahia. - medalha de bronze
1955 - São Paulo SP - 3ª Bienal Internacional de São Paulo, no Pavilhão das Nações - primeiro prêmio desenho
1956 - Salvador BA - Artistas Modernos da Bahia, na Galeria Oxumaré
1956 - Veneza (Itália) - 28ª Bienal de Veneza
1957 - Rio de Janeiro RJ - 6º Salão Nacional de Arte Moderna
1957 - Rio de Janeiro RJ - 6º Salão Nacional de Arte Moderna - isenção de júri
1957 - São Paulo SP - Artistas da Bahia, no MAM/SP
1958 - Nova York (Estados Unidos) - Works by Brazilian Artists, no MoMA
1958 - São Francisco (Estados Unidos) - Works by Brazilian Artists, no Fine Arts Museums of San Francisco
1958 - Washington (Estados Unidos) - Works by Brazilian Artists, na Pan American Union
1959 - Salvador BA - Artistas Modernos da Bahia, na Escola de Odontologia
1959 - Seattle (Estados Unidos) - 30º International Exhibition, no Seattle Art Museum
1961 - São Paulo SP - 6ª Bienal Internacional de São Paulo, no Pavilhão Ciccilo Matarazzo Sobrinho - sala especial
1963 - Lagos (Nigéria) - Brazilian Contemporary Artists, no Nigerian Museum
1963 - São Paulo SP - 7ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal
1964 - Salvador BA - Exposição de Natal, na Galeria Querino
1966 - Bagdá (Iraque) - Coletiva, patrocinada pela Fundação Calouste Gulbenkian
1966 - Madri (Espanha) - Artistas da Bahia, no Instituto de Cultura Hispânica
1966 - Roma (Itália) - Coletiva, no Palácio Piero Cartona
1966 - Salvador BA - 1ª Bienal Nacional de Artes Plásticas (Bienal da Bahia) - sala especial
1966 - Salvador BA - Desenhistas da Bahia, na Galeria Convivium
1967 - Salvador BA - Exposição Coletiva de Natal, na Panorama Galeria de Arte
1967 - São Paulo SP - Artistas da Bahia, em A Galeria
1968 - São Paulo SP - Artistas Baianos, em A Galeria
1969 - Londres (Inglaterra) - Coletiva, na Tryon Gallery
1969 - São Paulo SP - 1º Panorama de Arte Atual Brasileira, no MAM/SP
1969 - São Paulo SP - Carybé, Carlos Bastos e Mario Cravo Jr. , na Galeria de Arte Portal
1970 - Liverpool (Inglaterra) - 12 Artistas Contemporâneos Brasileiros, na The University of Liverpool
1970 - Porto Alegre RS - Acervo do Museu de Arte Moderna de São Paulo, no Instituto de Artes da UFRGS
1970 - Rio de Janeiro RJ - Pintores da Bahia, na Galeria Marte 21
1970 - Salvador BA - Exposição de Reinauguração da Panorama Galeria de Arte
1970 - São Paulo SP - Exposição de Natal, na Galeria Irlandini
1971 - São Paulo SP - 11ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal - sala especial
1971 - São Paulo SP - 3º Panorama de Arte Atual Brasileira, no MAM/SP
1972 - Recife PE - Arte Baiana Hoje, no Hotel Miramar
1972 - São Paulo SP - 50 Anos de Arte Moderna no Brasil, em A Galeria
1972 - São Paulo SP - Arte/Brasil/Hoje: 50 anos depois, na Galeria da Collectio
1973 - Belo Horizonte MG - Jorge Amado e os Artistas de Teresa Batista Cansada de Guerra, na Galeria de Arte Ami
1973 - Salvador BA - 150 Anos de Pintura na Bahia, no MAM/BA
1973 - São Paulo SP - 12ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal - sala especial
1973 - São Paulo SP - Carybé e Ramiro Bernabó, no A Galeria
1973 - São Paulo SP - 1ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão 
1973 - Tóquio (Japão) - 1ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão 
1973 - Atami (Japão) - 1ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão 
1973 - Osaka (Japão) - 1ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão 
1973 - Rio de Janeiro RJ - 1ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão 
1973 - Brasília DF - 1ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão
1974 - Salvador BA - Plásticos da Bahia
1974 - Salvador BA - 1º Salão de Arte do Clube de Engenharia da Bahia
1975 - Rio de Janeiro RJ - Carybé e Aldemir Martins, na Mini Gallery
1975 - Salvador BA - Feira da Bahia
1975 - São Paulo SP - 2ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão, na Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo
1975 - Tóquio (Japão) - 2ª Exposição de Belas Artes Brasil - Japão
1975 - Atami (Japão) - 2ª Exposição de Belas Artes Brasil - Japão
1975 - Osaka (Japão) - 2ª Exposição de Belas Artes Brasil - Japão
1975 - São Paulo SP - 2ª Exposição de Belas Artes Brasil - Japão
1975 - Rio de Janeiro RJ - 2ª Exposição de Belas Artes Brasil - Japão
1975 - Brasília DF - 2ª Exposição de Belas Artes Brasil - Japão
1976 - São Paulo SP - Carybé e Preti, na Grifo Galeria de Arte
1977 - São Paulo SP - Mostra de Arte, Grupo Financeiro BBI
1977 - Tóquio (Japão) - 3ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão
1977 - Atami (Japão) - 3ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão
1977 - Osaka (Japão) - 3ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão
1977 - São Paulo SP - 3ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão
1977 - Rio de Janeiro RJ - 3ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão
1977 - Brasília DF - 3ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão
1979 - São Paulo SP - 15ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal
1979 - Tóquio (Japão) - 4ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão
1979 - Kioto (Japão) - 4ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão
1979 - Atami (Japão) - 4ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão
1979 - Rio de Janeiro RJ - 4ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão
1979 - São Paulo SP - 4ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão
1980 - Dacar (Senegal) - Pintores Baianos
1980 - Dacar (Senegal)  - Semana da Bahia
1980 - Fortaleza CE - 11 Artistas da Bahia, na Universidade Federal do Ceará  
1980 - Lisboa (Portugal) - Semana da Bahia, na Cassino Estoril
1980 - Penápolis SP - 4º Salão de Artes Plásticas da Noroeste, na Fundação Educacional de Penápolis. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Penápolis
1980 - Salvador BA - Gravuras da Coleção Antonio Celestino, no Museu Carlos Costa Pinto
1980 - São Paulo SP - 13ª Exposição de Arte Contemporânea, na Chapel Art Show
1981 - Nekai (Japão) - 5ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão
1981 - Tóquio (Japão) - 5ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão
1981 - Atami  (Japão) - 5ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão
1981 -  Kioto (Japão) - 5ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão
1981 - Brasilília DF - 5ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão
1981 - Rio de Janeiro RJ - 5ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão
1981 - São Paulo SP - 5ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão
1982 - Brasília DF - Três Artistas da Bahia, no Centro Cultural Thomas Jefferson
1982 - Salvador BA - A Arte Brasileira da Coleção Odorico Tavares, no Museu Carlos Costa Pinto
1983 - Salvador BA - Artistas Amigos do Bistrô do Luiz
1984 - Aracajú SE - Artistas Baianos, na J. Inácio Galeria de Arte
1984 - Dacar (Senegal) - Artistas da Bahia, na Galeria Nacional
1984 - Fortaleza CE - Artistas da Bahia, na Fundação Edson Queiroz - Universidade
1984 - Salvador BA - Influência de Mãe Menininha do Gantois na Cultura Baiana, no Museu de Arte da Bahia
1984 - São Paulo SP - Tradição e Ruptura: síntese de arte e cultura brasileiras, na Fundação Bienal
1985 - San José (Costa Rica) - Coletiva Arte Bahia, na Galeria 2000
1985 - San José (Costa Rica) - Afro-Bahia, na Galeria de Arte 2000  
1985 - São Paulo SP - 100 Obras Itaú, no Masp
1986 - Brasília DF - Baianos em Brasília, na Casa da Manchete
1986 - Curitiba PR - Um Artista Presenteia a Cidade, no Solar do Barão
1986 - Salvador BA - 39 Desenhos da Coleção Recôncavo, no Museu de Arte da Bahia
1987 - Salvador BA - Doze Artistas Brasileiros, na Anarte Galeria
1987 - São Paulo SP - 20ª Exposição de Arte Contemporânea, na Chapel Art Show
1988 - Salvador BA - Os Ilustrados de Jorge Amado, na Fundação Casa de Jorge Amado
1988 - São Paulo SP - 15 Anos de Exposição de Belas Artes Brasil-Japão, na Fundação Mokiti Okada
1988 - São Paulo SP - Os Ritmos e as Formas: arte brasileira contemporânea, no Sesc Pompéia
1989 - Copenhague (Dinamarca) - Os Ritmos e as Formas: arte brasileira contemporânea, Museu Charlottenborg
1991 - Curitiba PR - Museu Municipal de Arte: acervo, no Museu Municipal de Arte
1992 - Santo André SP - Litogravura: métodos e conceitos, no Paço Municipal
1992 - Zurique (Suíça) - Brasilien: entdeckung und selbstentdeckung, no Kunsthaus Zürich
1994 - São Paulo SP - Gravuras: sutilezas e mistérios, técnicas de impressão, na Pinacoteca do Estado
1996 - São Paulo SP - Norfest 96: Artes Visuais, no D&D Shopping

Exposições Póstumas

1998 - São Paulo SP - Impressões: a arte da gravura brasileira, no Espaço Cultural Banespa-Paulista
1998 - São Paulo SP - Marinhas em Grandes Coleções Paulistas, no Espaço Cultural da Marinha
1999 - Curitiba PR - Arte-Arte Salvador 450 Anos, na Fundação Cultural de Curitiba. Solar do Barão
1999 - Rio de Janeiro RJ - Arte-Arte Salvador 450 Anos, no Museu Histórico da Cidade do Rio de Janeiro
1999 - Rio de Janeiro RJ - Mostra Rio Gravura. Gravura Moderna Brasileira: acervo Museu Nacional de Belas Artes, no MNBA
1999 - Salvador BA - 100 Artistas Plásticos da Bahia, no Museu de Arte Sacra
1999 - Salvador BA - Arte-Arte Salvador 450 Anos, no MAM/BA 
1999 - São Paulo SP - A Ressacralização da Arte, no Sesc Pompéia
1999 - São Paulo SP - Cotidiano/Arte.  O Consumo - Metamorfose do Consumo, no Itaú Cultural
1999 - São Paulo SP - Cotidiano/Arte.  O Consumo - Paratodos, no Itaú Cultural
2000 - Rio de Janeiro RJ - Brasil + 500 Mostra do Redescobrimento. Negro de Corpo e Alma, na Fundação Casa França-Brasil 
2000 - São Paulo SP - Brasil + 500 Mostra do Redescobrimento, na Fundação Bienal
2001 - Rio de Janeiro RJ - Aquarela Brasileira, no Centro Cultural Light
2001 - São Paulo SP - 4 Décadas, na Nova André Galeria 
2001 - São Paulo SP - Figuras e Faces, em A Galeria
2003 - Rio de Janeiro RJ - Arte em Movimento, no Espaço BNDES

 

carybe1

Obras deste artista

Quero receber novidades
Preencha o campo Nome e Sobrenome corretamente.
Preencha o campo Email corretamente.