Calabrone, Domenico | Galeria de Arte André

Tipo de Obra


Tamanho


Orientação


Tema


Cor predominante



Calabrone, Domenico

Calabrone, Domenico

Biografia

Domênico Serio Calabrone nasceu em Aieta, Itália, em 1928 e faleceu em São Paulo em 2000.Escultor, pintor, gravador, designer de jóias e cenógrafo. Entre 1948 e 1951, freqüentou as aulas do Liceu Clássico, em Roma, com especialização em técnicas de fundição, mosaico e cerâmica. Veio para São Paulo em 1954, ...

Biografia completa

Domênico Serio Calabrone nasceu em Aieta, Itália, em 1928 e faleceu em São Paulo em 2000.

Escultor, pintor, gravador, designer de jóias e cenógrafo. Entre 1948 e 1951, freqüentou as aulas do Liceu Clássico, em Roma, com especialização em técnicas de fundição, mosaico e cerâmica. Veio para São Paulo em 1954, onde, dois anos depois, realiza sua primeira mostra individual na Galeria Art's Store. Em 1963, expôs na 1ª Exposição do Jovem Desenho Nacional, em São Paulo. Em 1965, participou do 1º Salão Esso de Artistas Jovens, no Museu de Arte Moderna de São Paulo - MAM/SP e no Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo - MAC/USP. Participou do Panorama de Arte Atual Brasileira do Museu de Arte Moderna de São Paulo - MAM/SP em 1975 e 1978. Em 1986, recebeu o Prêmio Internacional da Escultura Contemporânea, em Cassano Jonio, Itália. Em 1991, tem sala especial no Salão Paulista de Arte Contemporânea e, em 1994, ganhou o 41º Prêmio Internazionale di Pinttura Cittá di Pizzo, em seu país natal. Expõe em individuais no Museu de Arte Moderna da Bahia - MAM/BA, em Salvador, em 1963; no MAM/RJ, em 1965 e 1966, e no Museu de Arte Contemporânea de Campinas - MACC, em 1992 - esta sua última individual. Participa da Bienal Internacional de São Paulo de 1963 a 1991.

Prêmios e Exposições

INDIVIDUAIS


1963 - Museu de Arte Moderna da Bahia, Salvador, BA.
1965 - Museu de Arte Moderna, Rio de Janeiro, RJ.
1966 - Galeria Doria Pamphili, Roma, Itália.
1968 - Ruth White Gallery, Nova York, EUA.
1972 - Musée d'Art et d'Histoire, Genebra, Suíça.
1980 - Galeria Guignard, Belo Horizonte, MG.
1992 - Museu de Arte Moderna, Campinas, SP.

COLETIVAS
1962 - Salão Paulista de Arte Moderna, São Paulo, SP - Prêmio Leirner.
1963/65/67/71/75/91 - 7ª, 8ª, 9ª, 11ª, 13ª e 21ª Bienal Internacional de São Paulo, São Paulo, SP.
1965 - 1º Salão Esso de Artistas Jovens, Museu de Arte Moderna-RJ/Museu de Arte Contemporânea da USP, Rio de Janeiro/São Paulo.
1972/75/78/81/85 - 4º, 7º, 10º, 13º e 17º Panorama de Arte Atual Brasileira, Museu de Arte Moderna-SP, São Paulo, SP.
1974 - Museu D'Arte Moderna Fondazione Pagani, Milão, Itália.
1978/85 - Bienal da Escultura, Budapeste, Hungria.
1994/95 - Espelhos e Sombras, MAM-SP/CCBB-RJ, São Paulo/Rio de Janeiro.


Fontes
CAVALCANTI, Carlos. Dicionário Brasileiro de Artistas Plásticos. Brasília: MEC/INL, 1974.
PONTUAL, Roberto. Dicionário das Artes Plásticas no Brasil. Civilização Brasileira, Rio de Janeiro, 1969.
< http://www.itaucultural.org.br/aplicexternas/enciclopedia_ic/index.cfm?fuseaction=
artistas_biografia&cd_verbete=1308&lst_palavras=&cd_idioma=28555&cd_item=1>

Tem interesse em vender uma obra desse artista? Clique aqui.

Gostaria de vender minha obra de arte

Domênico Calabrone
Quero receber novidades!
Preencha o campo Nome e Sobrenome corretamente.
Preencha o campo Email corretamente.
Siga-nos: Enviar mensagem pelo WhatsApp